20 de janeiro de 2018

Sopa de Letrinhas: Cartas do Front (Andrew Carroll)

Oi galerinha ! Novo Sopa de Letrinhas no ar, e desta vez pra contar pra vocês e desta vez pra contar sobre o último livro de guerra que andei lendo. Quem me conhece sabe o quanto sou alucinada por filmes e livro de guerra . Embora o tema seja triste e tenso, sou uma apaixonada por conhecer mais da história. Mas este livro tem um olhar muito diferente pois não fala nadica sobre as histórias das guerras e sim sobre as historias humanas atrás das trincheiras. O nome do livro é "Cartas do Front" e é recheado de cartas trocadas entre soldados e seus familiares, amores, amigos, etc.



Esta foi com certeza uma escolha muito diferente de todos os outros livros de guerra que até então já tinha lido. O livro traz uma coletânea de cartas escritas por soldados em época bem distintas, nos maios diversos países, sejam nas grandes guerras ou conflitos mais locais. São cartas escritas por soldados como também as recebidas no front de seus familiares (incluindo não apenas familiares diretos como mães, pais, irmãos, filhos, como também seus afetos, amores, namorados, noivas, etc). 

O ponto de partida do autor, Andrew Carroll, que é norte-americano, foi conhecer sobre as cartas trocadas por soldados americanos. E para isto ele pesquisou não só na própria terra como também viajou para diversos países do mundo onde os Estados Unidos esteve em conflito, para pesquisar nos museus locais que guardam acervos de guerra para garimpar cartas com conteúdos interessantes. No final das contas, ele descobriu um mundo de histórias que mereciam ser contadas. Não deve ter sido uma tarefa fácil selecioná-las.



O livro é impressionantes pois dá um novo olhar sobre as guerras. Já não é um relato sobre causas e estratégias e sim um olhar humanizado sobre a dor, o sofrimento, a saudade, o medo ..  os reais sentimentos que afloram num homem que enfrenta uma batalha, que extravasam e muito a mera coragem e honra. Aos livros de história cabem os atos heróicos ... neste livro você conhece sobre o sentimento de um irmão, a saudade de uma mãe, o temor de um filho.
 
O livro contem mais de 150 cartas trocadas entre soldados e civis que atravessaram os mais diversos conflitos e guerras ao longo do tempo no mundo: inclui as Grandes Guerras, a Guerra contra o Iraque de 91, ataques terroristas recentes, a Guerra do Vietnã e outros conflitos. Uma coisa incrível é que a edição brasileira fez questão de incluir os relatos de pracinhas brasileiros que lutaram na Itália durante a Segunda Guerra Mundial.


No decorrer do livro é possível topar com algumas fotografias de alguns dos remetentes ou destinatários das cartas e algumas fotos da época com cenas cotidianas.

A medida que você vai lendo cada história, no finalzinho o autor conta sempre que possível qual foi o desfecho daquele soldado. Nem sempre o autor conseguia descobrir isso. Mas muitas vezes ele descobria muito mais que isso: se aquele soldado havia sobrevivido àquela batalha, à toda guerra, as vezes ele contava que ele não só sobrevivera, como voltara pra sua terra, casara com sua amada ... soubemos de várias histórias de soldados que sobreviveram e casaram, tiveram filhos, quando morreram (já velhinhos) e alguns até mesmo do que eles morreram. Essa era uma grande expectativa ... era uma tristeza sem fim chegar nessa parte.

Que alegria ver uma história e encontrar por fim uma fotografia de um final feliz:


Mas também haviam muitas histórias que não se sabia muito sobre o autor, que fim tivera ou então o seu final não era dos mais bonitos.




Um dos relatos mais triste que me lembro, era tão emocionante ler a força de um rapaz que com entusiasmo contava sobre seu casamento do outro lado do mundo, longe dos seus pais. Casou com uma estrangeira, teve um filho ... falava com tanta ternura do filho e visualizava um futuro tão lindo pra eles. Dizia sobre como sonhava apresentar este filho a seus amados pais, e sobre a vida maravilhosa que voltariam a ter juntos. E então ... para logo na página seguinte, sermos informados sobre a carta encontrada junto ao seu corpo em dada batalha de guerra.

As guerras são frias, cruéis, tristes, avassaladoras. Destroem tudo que está pela frente. Destroem as casas, os prédios, o concreto, a natureza, as pessoas, as crianças, o futuro ... roubam toda uma felicidade sonhada que jamais será vivida.



Mas nem todas as histórias terminam tragicamente. Muitas não tem desfecho. Muitas tem desfechos bons. Mas é claro, que todas atravessam a guerra ... portanto .. de alguma forma todas são tocadas em algum momento pela dor, pela sofrimento, pelo medo, pelo afastamento da família. Mas também nas cartas descobrimos sobre as famílias que acabam sendo construídas por causa da guerra. Casais que se unem pela guerra. Não que seja uma conta justa ... a balança pende para o lado pior.

Não sei explicar o meu apreço por este tema. Como eu disse, sou aficcionada pelo assunto. De alguma me toca. E este livro em especial, me tocou muito. Se você gosta de livros de guerra, mas não gosta de livros de guerrilha e sangue e coisas do tipo .. .esse livro é pra você. Pois ele fala sobre a natureza humana envolvida nas guerras. A dor da saudade e a ansiedade pelo reencontro.

Super recomendo para vocês ! Maravilhosa leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...