9 de fevereiro de 2017

Sopa de Letrinhas: Meu nome é Amanda (Mandy Candy)

E saiu a primeira resenha do ano: "Meu nome é Amanda". Se você é antenado no mundo dos youtubers é possível que já tenha ouvido falar nela: Mandy Candy. E se você não ouviu ... não sabe o que está perdendo !

Eu nem lembro direito como cheguei no canal da Mandy ... mas desde a primeira vez que a assisti, não soltei mais do canal da "viada", como ela adora falar. Mandy é uma mulher mas com pinta de garota; bem-humorada, espivitada, cheia de energia e que está fazendo um trabalho incrível na internet por conta de um pequeno grande detalhe sobre seus vídeos: entre tantos outros assuntos, a Mandy fala muito sobre transsexualidade. Isso porque ela sente e já sentiu na pele todo o preconceito que permeia a vida dos transsexuais. 

A Mandy fala sobre vários babados nos seus vídos: sobre sua paixão por games, sua tara pelos asiáticos, tanto pelos homens (tanto que já agarrou de vez um bofe asiático pra chamar de seu rsrs) como pela cultura deles, sobre sua vida em Hong Kong (sim, ela mora lá do outro lado do mundo !), e confesso que também sobre muita bobagem hahaha ... e também sobre respeito, preconceito, sexualidade, transexualidade, transfobia, e vários outros assuntos relacionados. Outro tema recorrente nos seus vídeos é sobre sua experiência com a cirurgia de redesignação sexual (em outras palavras: de mudança de sexo). Mandy fez sua cirurgia no exterior e conta sobre sua história nos vídeos e no livro também. Tem muita informação esclarecedora pra todos ... acho que não é um assunto que interessa apenas aos trans ... eu pelo menos adoro assistir todos os seus vídeos (só não curto os de games, nadica mesmo) e mesmo esses que parecem tão longe do meu universo .. afinal de contas, não tem essa de "meu mundo", "seu mundo" ... somos todos humanos e é interessante entender a diversidade que existe na nossa sociedade. Conhecimento é uma das maiores armas contra o preconceito.


O que eu mais curto na Mandy é que ela "poha loka" ... ela não tem papas na língua, ela fala o que tem pra falar sem fazer enredo .... ou seja, ela fala de experiências sexuais, das paquerinhas que já rolou na vida dela, as dificuldades nos relacionamentos ou no trabalho em função de ser trans, de particularidades sobre as questões relacionadas a anatomia, fisiologia, o psíquico no pré e pós cirurgia ... mas não vá enlouquecer aí pensando que tem algo de erótico nas histórias dela não. É tudo muito informacional, muito descontraído mesmo quando o papo é super sério, vai da alegria ao seriozão, mas sempre com uma luz muito grande vindo dela. A guria é mesmo porreta, ela tem um carisma incrível. 

Então eu virei fã e passei a acompanhar os vídeos dela. Quando vi que ela tinha lançado um livro fiquei meio na dúvida se comprava pois estava meio decepcionada com os livros que alguns youtubers lançaram. Estava sendo muito "mais do mesmo" sabe. E pensei que com a Mandy ia ser o mesmo. Mas depois pensei .. mesmo que seja mais do mesmo, caraca, essa guria é tão incrível que ela merece sim ser lida. Comprei e não me arrependi.

No livro tem muitas passagens da vida dela que não tem nos vídeos assim como tem muitas coisas que você consegue reconhecer do canal ... mesmo assim, ele é bem focado mais no "eu" da Mandy. Quando você assiste o canal, os assuntos permeiam por tanta coisa, com tanta bobagenzinha intercalada nos papos sérios ... que você vai descobrindo sobre ela aos poucos e cada vez mais. Já no livro a Mandy abre a alma e conta linearmente sobre muitas das coisas da vida dela, da infância à vida adulta. É tipo uma "imersão" na sua vida e personalidade. Pra quem é fã dela, vale a pena.

Aliás, uma coisa que adoro no livro é justo essa linearidade. Ao contrário dos seus vídeos, que salteiam muito os assuntos e os acontecimentos na vida dela, no livro você vai acompanhando a vida dela desde que era criança, passa pela adolescência, vai crescendo e se descobrindo como alguém que era diferente dos outros meninos. A única coisa que eu senti falta no livro foi de mais fotos da Mandy, de outras épocas, ou mesmo mais atuais, mas em situações cotidianas. Adoro as fotos posadas dela, mas acho que quando você entra na intimidade do livro que conta a vida da pessoa ... você espera aquelas fotinhos que até então estavam reservadas só para família, ou para os mais próximos. Tipo fotos de festinha, de amigo secreto, de um natal, de um passeio, de uma pose descontraída num lugar diferente, comendo algo, com ela no estrangeiro, enfim ... o livro é ilustrado com muitas fotos mas elas não acrescentam muito sabe. E não estou falando de ver fotos dela antes da transformação, embora acho que também seria bacana (tem apenas 3 fotos no livro de criança, adolescente e jovem) ... poderiam ser posteriores .. mas fotos que contassem uma história entende. Achei falta disso. Eu adoro ler biografias de pessoas famosas, personalidades, enfim .. uma das coisas que mais adoro nas biografias é aquele miolinho com fotos inéditas ou pouco conhecidas da pessoa. Claro que o que importa mais no final das contas é o conteúdo. Mas as fotos agregam valor ao livro e tornam ele inclusive um bem de maior peso pra você senti-lo como um livro que não pode sair da sua estante.



Seja como for, acho que se você não conhece a Mandy, deveria começar visitando o canal dela no youtube. Acho que ao se aproximar de um canal como o da Mandy você passa a ser muito mais cuidadosa nos seus pensamentos, atitudes e falas. Isso mesmo, até nos pensamentos ! As vezes a gente pensa que entende de preconceito ou do que é sofrer por ele ... mas no fundo não temos dimensão. Aprendi muita coisa com a Mandy, mesmo já me considerando uma pessoa super cabeça aberta e antenada com as modernidades do mundo. Se eu já sabia antes o quanto é importante respeitarmos as diferenças .. acho que eu nunca tinha era pensado seriamente em quanto sofrimento suporta ao longo da vida uma pessoa que não se enquadra naquilo que a sociedade considera "padrão". E acho que quando a gente ganha esse dimensionamento, a gente aprende mais a ser mais gente ainda, a entender que todos nós temos que lutar pela aceitação das diferenças.

E acima de tudo saiba que Mandy é muito mais que isso .. ela é uma garota realmente incrível. Logo que vidrar nos vídeos dela, você vai ver que a transexualidade é apenas uma faceta dela. Pois ela tem muitas outras características super bacanas, do tipo guria descoladona e "poha loka" como costumo falar rsrs. Ela é realmente muito engraçada.


Então "marotada", não deixe de ler o livro. Se você conhece o canal, já é fã, te joga pois acho que vai curtir o livro. Se você não conhece, sugiro primeiro ir lá no canal da Mandy, se inscrever, acompanhar alguns vídeos e logo vai perceber que também já virou fã ... e aí como eu disse: vai lá e compra o livro que tu vai curtir também !

E vamos combinar, capaz mesmo que eu ia me aguentar não comprar esse livro com essa capa maravilhosa ! Sim, sou a louca dos livros que eventualmente compra livro pela capa rsrsrs. Era da Mandy, e tinha essa capa ... não ia ter jeito mesmo ! Tinha que ter !

E essa foi a resenha de hoje.

Espero que tenham curtido. E até a próxima !Bjs.

RESUMÃO 


Que livro ? Meu nome é Amanda
 
Quem escreveu ? Amanda Guimarães
 
De que ano é? 2016

E a editora ? Fábrica 231 (Editora Rocco)
  
Qual o assunto do livro ? A Youtuber Mandy Candy conta aqui diversas histórias sobre sua vida, desde a infância até a atualidade. Assim como acontece no canal do Youtube, Mandy conta vários episódios de vida acerca de assuntos que permeiam a sua descoberta como transexual e sobre sua experiência com a cirurgia de redesignação sexual. Amanda fala sobre sua paixão por games e outras nerdices, mas com seu bom humor também ajuda muitas pessoas a vencer os preconceitos e se entender melhor.

E que tal a linguagem e a leitura  ? De fácil leitura, tem uma escrita linear no decorrer do tempo e bem acessível. Dá até pra imaginar a Mandy falando.
Mais pra dinâmico ou cansativo ?  Dinâmico, de rápida leitura e com histórias bem interessantes. 
Recomenda ?  Pra quem é fã da Mandy, com certeza. Pra quem vive na corda bamba, enfrentando adversidades por conta do preconceito de ordem sexual, também é uma leitura bem interessante. Tanto a leitura do livro como seu canal são inspiradores para quem passa por esses problemas de enfrentamento do preconceito da sociedade, aceitação da família, auto-aceitação. Mas eu particularmente adoro ela apenas pelo seu jeito Mandy de ser. Ela é super cativante. E no fundo acho que todas as pessoas deviam conhecer o trabalho dela, pra quebrar tabus e pré-conceitos. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...