13 de outubro de 2015

Dólar alto: sacolinhas pequenas - Como anda a crise no Paraguai ?

Não faz muito tempo dediquei um vídeo no youtube pra falar sobre a crise no Paraguai após a alta do dólar e contar sobre o que ainda estava compensando comprar por lá. E como eu disse naquele vídeo, as coisas realmente vem piorando.

Acabou Paraguai ? Ainda não ! Ainda tem muitas coisas que compensam comprar lá. Mas é preocupante pensar no que o futuro reserva pra muitos dos lojistas, funcionários e autônomos que dependem do Paraguai para alimentar sua prole. A coisa não está fácil. 

Estive lá novamente no último sábado, feriadão de dia das crianças. Embora tenha sido uma ida super rápida, foi fácil visualizar que apesar da grande queda no movimento, as lojas não estão "às moscas". Mas o que preocupa, é o volume de vendas.

Você logo percebe que há várias pessoas nas lojas, olham e olham, pesquisam, mas no final das contas só levam mesmo o que é essencial. É bem provável que está reservado a poucos itens a compra por impulso ou de bobagenzinhas. A ordem é riscar itens da lista e bater muita perna: dê-lhe pesquisar.

Na hora de ir embora, enquanto esperava meu irmão me buscar, estava eu em frente a única saída de pedestres que temos quando saímos do Paraguai (saídas por veículos são ao lado). Antigamente, essa saída tinha um fluxo constante de pessoas saindo, abarrotadas de sacolas. Entre compradores com múltiplas pequenas sacolas, haviam muitos com sacolas grandes, caixas grandes a tiracolo, carregando carrinhos de feira ... mas acima de tudo aquelas famosas sacolas de tecido sintético estampadas com peixinhos que identificam de longe qualquer "muambeiro" (em todos os sentidos: muambeiro turista e muambeiro sacoleiro também). Embora geralmente os sacoleiros prefiram a travessia de outros meios, a travessia de pedestre sempre foi utilizada por toda sorte de compradores. 

Mas o cenário agora é muito diferente de outrora: a saída fica por muitas vezes vazia ! Com exceção dos dois ambulantes que por ali permaneceram por um bom tempo, na esperança de vender algo ... mas sem nem sequer mais se atrever a tentar oferecer. Parece que o cansaço ja´era grande. E quando finalmente vinha um fluxo de compradores, a imagem era sempre a mesma. sacolinhas e sacolinhas. Lembrancinhas. Parece que muitos foram apenas para comprar o presente do dia das crianças. 

Fotografei as cenas, mas não pensem que por pouco tempo. Fiquei uns bons 20 minutos captando a saída deles, em pleno sábado, próximo das 11:30 da manhã, quando normalmente já começaríamos algum fluxo de volta de pessoas (sim, ainda é cedo, mas outrora nesse horário já víamos muitos comprando a rodo e já carregando suas compras).

E se você achar monótono ver tantas fotos iguais ... então chegamos a um consenso ! Imagina o quanto está sendo para os lojistas passar por isso ultimamente ?

























Ahh Paty, vai dizer ! Você não quis fotografar o povo com sacolas grandes né ? Capaz gente ! Eu deixei foi de mostrar os intervalos entre essas fotos acima, que era muito tempo sem passar ninguém !



Confesso que fiquei chocada !

Mas lembrando que ainda tem muita coisa bacana pra comprar por lá. Tanto que eu precisava comprar um frequencímetro e acheis os preços no Brasil muito mais caros e acabei comprando o meu lá (sai post sobre ele em breve).

E dá pra ter uma boa ideia ao ver a loja, que é super grande, especializada na área de eletrônicos. Embora o andar de vendas estivesse bastante movimentado, a quantidade de compras visivelmente não era equivalente. Reparem na diferença de movimento de 10 meses atrás pra agora.








Impressionante, não ? Claro que devemos considerar que dezembro comumente é um mês bombado no Paraguai. Mesmo sendo início de mês. Ainda assim, é uma queda importante de movimento. Acreditem, o Paraguai inteiro está assim ! 

E a dúvida agora é o que o futuro nos reserva ? E se o dólar atingir mesmo o patamar de 5 como andam falando ? Tempos difíceis ! É preciso criar alternativas e rápido.

Tema tenso mas era isso por hoje. Até a próxima. 
Bjkinhas de Pimenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...