25 de fevereiro de 2014

Sopa de Letrinhas: A Hospedeira

Eita livro que demorei pra ler: A Hospedeira. Recém terminado e vim correndo contar pra vocês sobre ele.

A demora pra ler não foi por conta de ser um livro tão longo. Bom, ele é compridinho sim. Mas a demora se deveu ao ritmo do livro mesmo. Eu simplesmente não consegui engatar a leitura de início ... aliás, mais que início. Durante o 1/3 inicial o livro, eu rastejei pra ler. Quanto mais avançava nos capítulos logo após as páginas iniciais, mais lenta ainda ficava minha leitura. 

Resumindo, o livro é uma ficção científica, daquelas bem malucas, com direito a alienígenas e tudo mais. No caso, nós humanos, estamos quase sendo "exterminados" pelos aliens, que vieram pra Terra para colonizar nosso planeta mas usam nossos corpos como meio pra viverem aqui. Ou seja, os humanos são hospedeiros dos aliens, que são implantados no cérebro dos humanos capturados.

Há algo especial nos parasistas: eles são dóceis, honestos, harmoniosos e pacíficos (em geral). Jamais seriam capazes das atrocidades que o "bicho homem" comete. Somente são dados a atos de violência quando se trata de dominar os homens. E é claro, nem todos os humanos se deixam dominar facilmente.

Alguns lutam resistindo para não serem capturados. Mas há uma humana em especial que acaba sendo capturada mas encontra uma outra forma de resistir. Ela é a figura principal do livro: a humana hospedeira Melanie. Já a outra figura central do livro é a parasita que foi implantada em seu cérebro: Peregrina. Melanie e Peregrina vivem em um só corpo, mas ambas possuem suas mentes ativas. Essa foi a forma que Melanie achou pra se "rebelar". 

História louca né ? Pois é, foi porisso mesmo que foi torturante o primeiro terço do livro. Mas como eu raramente largo um livro, insisti, insisti na leitura. O que acaba sendo mais difícil, já que eu acabo demorando mais pra acabar logo com algo que não quero ler rsrs.

Mas pra minha surpresa, depois desse terço inicial, a história deu uma leve melhorada, e após metade do livro, a história engatou de vez. Passei a ficar absolutamente encantada pelas personagens Melanie e Peregrina e por todas os percalços que elas passam junto de uma colônia de humanos resistentes. Logo eu já não conseguia mais passar um dia sem ler o livro, e ficava ansiosa pra tentar desvendar o desenrolar dos acontecimentos.

Resultado: adorei o livro ! Valeu a pena insistir, pois no final das contas não me arrependi nem um pouco da leitura. Mas é compreensível, visto que eu nunca fui muito fã de aliens e outras histórias de ficção muito estapafúrdias. Talvez demorei tanto pra pegar gosto pelo enredo.

E sabem de quem é o livro ? Ninguém menos que Stephenie Meyer, autora da Saga Crepúsculo. Pois é, ela realmente gosta de colocar ficção, seres exóticos e romance num caldeirão, sem esquecer de um triângulo amoroso bem temperado. A diferença é que em A Hospedeira, o triângulo envolve 3 mentes mas apenas 2 corpos. Surreal !

Mas minha séria crítica em relação ao livro é em relação a imensa quantidade de erros na revisão do livro, que contém diversas frases com erros seja em pontuação ou supressão de artigos ou elementos de conexão entre as frases.

Qual livro ? A Hospedeira
Quem escreveu ? Stephenie Meyer
Do que se trata ? Nessa ficção científica nosso planeta foi invadido por aliens, que são pequenos parasitas que são implantados no corpo humano e adonam-se de suas mentes, passando a ter vida própria. No entanto o parasita herda todas as memórias do seu hospedeiro, o que por vezes pode gerar certos conflitos entre parasita e hospedeiro. É o caso da personagem principal do livro, Melanie, cujo corpo passa a abrigar duas mentes: a sua própria e a da parasita Peregrina. Tudo se complica ainda mais quando ambas se vêem apaixonadas pelo mesmo homem.
E a linguagem ? Fácil. O início é um tanto quanto "enfadonho" e demorei bastante pra despertar real gosto pela leitura da história. Não tenho certeza se é culpa de uma escrita arrastada no início, ou se é por conta da personagem principal se mostrar fraca e enfadonha no início mesmo. Ponto negativo pros erros que passaram desapercebidos na revisão do livro. 
Recomenda ? Acredito que vai depender muito do seu gosto literário. Não acredito que seja uma leitura do tipo universal, pelo contrário, acho que deve agradar um público bem seleto. Até porque não é todo mundo que curte histórias de alienígenas e coisas do gênero. Apesar que em geral eu não curto, mas gostei do livro. 
Lembrando que tem o filme também !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...